3560

Visualizações

Compartilhar

Adicionar um comentário

Você tem problemas com relações humanas ? Leia isso agora.

O problema são os outros. Você também pensa assim?

Cada vez que abrimos o celular ou computador, somos bombardeado com centenas de informações e notícias. Por vezes baseamos nossa tomada de decisão em cima delas ou de opinião de muitos. Mesmo se você não fizer isso, essas notícias na maioria das vezes ruins, entram sem pedir licença em sua mente. O mercado vai mudar, o mundo vai acabar, o governo vai mudar e por ai vai. Olha o que disse essa ou aquele político. Você não vai acreditar no que essa pessoa fez, e por ai vai.

São muitos profetas do azar que te fazem tremer e o estomago retorcer e vamos aceitando isso como nossas verdades. Parece realmente que aquilo é real e que vai te pegar. É o novo bicho-papão só que de adultos. Vendem a desgraça para poderem te vender o remédio. Alguns nem vendem nada, só se alimentam dessa energia gerada e contribuem para que se gere mais. No final estamos aflitos e com a certeza de que se não fizer isso ou aquilo não vamos durar muito, pois o mundo como nós conhecemos esta acabando....corra...feche as portas e janelas...você não vai sobreviver.

E lá esta você, no meio disso tudo tentando fazer funcionar sua vida, seu negócio ou a empresa para a qual trabalha.

Vamos assim nos tornando mais duros, mais defensivos e menos tolerantes a tudo, afinal o mundo esta errado.

Quando você tenta fazer algo e esse algo não termina como você esperava, provavelmente vai culpar alguém. Isso não deu certo porque fulano não se engajou como deveria. O mercado, a crise politica, financeira,  os Chineses, as cartas, o lado negro da força etc...

Não foi diferente comigo.

Temos a Warfare a longos 12 anos e passamos nesse tempo por diversas modificações sempre buscando melhorar. Na maioria das vezes era tentando melhorar os outros para que pudessem fazer as coisas o que nunca deu muito certo pois a mudança necessária era em mim mesmo. Nesse tempo, passei culpando todas as alternativas acima e muitas outras coisas que na minha visão da época, tinham toda a responsabilidade por não entregar o que eu esperava para a empresa.

A necessidade de mudança já era sentida a muito tempo, mas não sabia como fazer. O que precisava ser feito eu sabia, o "como" fazer já era outra história. Dessa forma a gente vai costurando, remendando e empurrando as coisas como uma criança tentando encaixar as peças naqueles brinquedos na esperança de que algo mude. Sozinho? Não vai acontecer. Vai?

Passei por 12 anos sendo treinado para fazer as coisas sob pressão e sem emoção. Aprendi que a emoção mata. Fui adestrado assim em minha vida militar. Precisava fazer o que a maioria não quer fazer de forma sempre direta e  dura. Não tem espaço para sentimentalismos.

Alguém aqui que é ou foi militar ou policia, já participou de algum curso na área  e viu o  contrário?

Viu o que a emoção fez com a equipe de Marcus Luttrell no filme baseado em fatos reais chamado de Lone Survivor?

No Brasil ficou conhecido como "O grande heroi". Se você não conhece a história vou te contar um pouquinho para se ambientar.

A história acompanha o oficial da marinha norte-americana Marcus Luttrell, enviado ao Afeganistão em busca de um homem de confiança de Osama Bin Laden. Quando ele se depara com um homem idoso e três crianças, ele recebe ordens para matar os quatro, mas Marcus não tem coragem de fazê-lo. O paradeiro dos americanos é descoberto e logo toda a equipe é atacada por 250 homens armados, enviados pela Al Qaeda. Veja o filme se quiser saber o que aconteceu. ( Quem fez o curso vai entender e quem não fez faça o curso se quiser entender.)

Fui treinado assim e agora me dizem que pra lidar com os outros preciso ter emoção e ouvir a minha e a dos outros. Tá de sacanagem 06? O senhor que me f*?

E depois, É muito fácil ser soldado: É branco? Pinta! É verde? Corta! Se mexeu? Presta continência!

Fiquei anos aprendendo que soldado só  tem direito a dizer: Sim Senhor! Não Senhor! Quero ir embora Senhor! e agora que preciso ouvir as pessoas? Que devo demonstrar interesse real nas bobagens que muitos falam? Não obrigado. A vida é assim senhores. Sabiam que era pau, vieram porque quiseram. Se não aguenta, pede pra sair, Bate o sino, joga a cobertura. (Pra quem não entendeu o que escrevi, é assim que se desiste em um curso militar. Você sai mas sai com desonra).

Brincadeiras a parte, é difícil a gente mudar hábitos e comportamentos que ao nosso ver nos transformam em quem nós somos, nossas identidades. Principalmente se você vem cultivando esses hábitos durante a vida. 

Mas se chegou a um curso de relacionamento humano é porque esses hábitos não tem dado muito certo não é? A gente vai lá meio descrente pra ver "Qual é".

Cada passo te leva mais além é claro, mas como somos seres ansiosos queremos tudo pra ontem. Tenho uma má noticia pra você. Não vai acontecer. A mudança é sutil e depende de você querer. É o velho clichê. Você pode tudo que quiser. Isso não quer dizer que vai conseguir agora mas se não começar agora, não vai começar nunca.

Bom, eu sabia que alguma coisa precisava acontecer. 

Um proverbio ZEN diz que: A melhor época para plantar uma árvore foi há 20 anos atrás; o segundo melhor tempo é agora.

Então, resolvi plantar minha árvore.

A 3 meses iniciei uma nova jornada em um curso de relações humanas com o Dale Carnegie em minha cidade Blumenau. Confesso que de pronto, achei que era mais um curso sobre motivação, ou sobre como fazer as pessoas fazerem aquilo que elas são pagas para fazer. Isso mesmo, as empresas contratam as pessoas para fazerem determinadas coisas não é mesmo? O mínimo que se espera é que elas façam aquilo que foram contratadas a fazer, mas isso geralmente não acontece. Então, achei que talvez minha arvore não chegasse a crescer e dar frutos e que seria mais do mesmo.

A melhor época para plantar uma árvore foi há 20 anos atrás; o segundo melhor tempo é agora.

Dale Carnegie, o fundador, escreveu dois dos maiores best-sellers indicados nas principais listas de livros de negócios, que juntos venderam mais de 90 milhões de exemplares: “Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas”, e “Como Evitar Preocupações e Começar a Viver”

O livro “Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas” é considerado o 13o mais influente livro de negócios de todos os tempos pela Time Magazine;

Dale Carnegie foi considerado uma das 100 pessoas mais influentes do século XX pela Time Magazine.

Os processos de Dale Carnegie Training podem ser contratados por órgãos públicos com dispensa de processo de licitação.

Mudar é Doloroso, Não Mudar é Fatal

Iniciei então as sessões todas as segundas-feiras e como sempre levei todas as minhas coleções de verdades e certezas. 

Fui olhando em volta e vendo outros que como eu viam as pessoas como "o problema". Pensei, " É isso ai....bora arrumar esse mudo e ver como mudar essas "Pessoas". Afinal, são os outros que não fazem o que precisa ser feito não é? Eu? eu sempre faço, e só não faço mais porque "os outros" não correspondem.

Eram 21 pessoas com problemas diferentes mas com "pessoas " em comum. Obvio que o problema eram os outros não é? Olha só...todos estão dizendo a mesma coisas só podemos estar certos. Eu sabia, nem sei porque vim pra cá.

Cada sessão me modificava um pouquinho e eu nem senti. Fui sendo alfabetizado novamente e da maneira correta.

Cada história ouvida e cada dinâmica compartilhada ia mudando algo...amolecendo, abrindo as brechas necessárias na armadura que eu vesti a muito tempo. De início, isso foi sentido como um problema pelas minhas crenças que tentaram lutar contra mas foram cedendo um pouquinho de cada vez. Fui olhando os outros e percebendo a mudança de pensamento, a adaptação, o entendimento, o despertar.

É realmente um despertar.

Você acorda e puf! As coisas parecem mais claras. 

Em um dia, puf! as coisas começaram a fazer sentido e entendi que o curso não era sobre os outros mas sobre mim. Não era como o mundo era e sim como eu via o mundo, como eu enxergava as pessoas. Passei a entender o porque das pessoas não fazerem o que eu espera delas. 

Primeiro que elas não sabem o que eu espero delas pois eu não me comunicava direito. Mesmo que falace elas não estavam ouvindo porque eu estava me comunicando errado. Era Klingon para elas.

Eu dizia : Eu desejo que você faça isso dessa maneira.

Elas entendiam: VIneH, SoH ghaH mIw ruch.

Klingon pra quem não sabe é a língua falada por uma raça alienígena em Star Trek.

Fui aprendendo a me comunicar e vendo as coisas acontecerem ao aplicar no mundo real.

"O óbvio precisa ser dito diziam eles\'. 

"“A única forma de vencer uma discussão é evitá-la.” O que? Nem pensar. Adoro uma boa discussão. Isso não...não mesmo...ah! nem pensar...eu preciso dar minha opinião se não esse cara não sou mais eu e bla bla bla bla..

Fui me desconstruindo da forma que me construí e que não estava dando certo aqui fora e me reconstruindo de outra forma. Uma forma mais interessante e que hoje entendo que faz muito mais sentido.

Consegui um tradutor de klingon e consigo me comunicar mesmo quando os outros agora falam klingon comigo. 

Nesses 3 meses conheci pessoas fantásticas como Joumei, proprietário do Madrugadão lanches, com seu coração enorme e sonhos maiores ainda. Ouvia suas histórias sobre encantar clientes e pensava. "Cara! que coisa doida. Que vontade esse cara tem, que energia. Como consegue isso."

Wilson do Clube da Orquídea que aos 60 anos e dores nas vértebras  estava lá todas as segundas participando. 

Tantas histórias fizeram com que eu visse que atras de cada armadura existe um ser humano. Um ser que fala klingon, pois aprendeu dessa maneira com a vida, mas que deseja ser entendido só não sabe como.

Olhei pra mim e vi minha própria armadura.

Vi as armaduras dos demais, muitas amassadas pelos golpes da vida, outras tão fechadas que nem conseguiram ficar. Não se sentiam seguras sem elas. Os que foram aos poucos se livrando da armadura, foram assim como eu sentindo a leveza da vida fora dela.

Agora posso caminhar mais leve e sem peso entendendo que o problema não esta no outro mas sim que o outro é a solução de qualquer problema desde que saibamos nos comunicar. Entendendo que cada um tem sua armadura e precisa de uma ferramenta para que ele abra e possa te ouvir e entender.

O caminho apenas começou mas já trouxe mudanças substanciais.

Fazer esse curso foi uma das melhores decisões que tomei esse ano e baseado em minha experiência recomendo a todos que acreditam que "os outros" sejam o problema ou que acreditem que tenham problemas em relacionamentos interpessoais, que façam o curso.

Fazendo isso conseguimos um tradutor Klingon gratuito e melhoramos o nosso mundo e o dos demais.

Não podia deixar de terminar assim né? 

Quer saber o que vai acontecer?

Cadastre seu email aqui e a gente conta as mudanças que irão acontecer.

Quer saber como é o curso? Procure uma unidade do Dale Carnegie em sua cidade e se inscreva. Ou vai esperar mais 20 anos para plantar sua árvore?.

Agradeço ao Dale Carnegie Unidade de Blumenau e a nossa  trainer Taíse Eiseler por nos mostrar novos caminhos e pela paciência e profissionalismo em ensinar. Seu talento com certeza ajudou a todos nessa jornada e creio que você esta no lugar certo. O mundo precisa de muitas Taíses. Continue.

A Charles Douglas Stiimer, o segundo no comando, nossa gratidão. Obrigado por acolher nossas mentes em confusão e direcioná-las ao caminho correto. O sr é Impressionível (mistura de Impressionante com Impossível).

Aos meus colegas de turno (turno é nome dado ao grupo de cursandos em cursos militares) meus agradecimentos. Vocês foram e são incríveis. Agora sejam extraordinários. 

Força, honra e destemor. Para que os outros possam viver.

Aprendendo Sempre
Written by Samuel Formento

CEO Warfare - Live by The Code, Ex Policial Militar e um sobrevivente como você


LOJAS EXCLUSIVAS ONDE VOCÊ ENCONTRA OS PRODUTOS WARFARE:

01- LOJA DO POLICIAL

02- VALKYR - PRODUTOS TÁTICOS

Comentários
Sobre nós

Nós somos uma empresa orgulhosa do que faz e para quem faz. Continuamos motivados a inovar para oferece sempre o melhor aos policias  e entusiastas. Encontre nessas páginas o seu motivo para se orgulhar também.

Fale conosco
Rua Agua Branca 530 - 1º andar CEP:89032-150 Blumenau/SC
Newsletter